Tese de doutorado

MARTINS, Maura Oliveira. Novos efeitos de real concretizados pelas máquinas de visibilidade: Reconfigurações no telejornalismo perante a ubiquidade das câmeras onipresentes e oniscientes. Doutorado em Ciências da Comunicação. Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP.

Resumo da tese:
Tendo em vista um cenário em que os dispositivos de registro do real adquirem onipresença na vida cotidiana, o jornalismo se encontra em um período de readequação de suas estratégias narrativas e de seu modus operandi. A presente tese procura investigar as reconfigurações no telejornalismo em razão da ubiquidade de câmeras, que capturam registros produzidos tanto pelas mídias quanto por instâncias externas a elas, e que oferecem aos veículos jornalísticos um material inesgotável e irrecusável, visto estar cercado de uma expectativa de autenticidade. Propõe-se então uma categorização às câmeras, sistematizadas como câmeras oniscientes e onipresentes, de modo a nos aproximarmos à especificidade do fenômeno. Em comum, todas as câmeras apontam à busca de uma estética realista, baseada no reconhecimento de uma baixa interferência midiática. Desse modo, o que se observa é o emprego de estratégias narrativas e estéticas para que o telejornalismo possa se apropriar destes conteúdos gerados por estas máquinas de visibilidade, que trazem às mídias algo que ficaria anteriormente restrito aos bastidores, operando também com sintoma da desfronteirização entre o público e o privado. A partir deste percurso metodológico, intenta-se por fim compreender de que forma estes dispositivos são utilizados para a concretização de novos efeitos de realismo ao jornalismo.

BANCA EXAMINADORA:
Orientação: Prof. Dr. Victor Aquino (USP)
Membro 1: Prof. Dr. Fernando Andacht (Universidad de Montevideo)
Membro 2: Prof. Dra. Roberta Brandalise (Casper Libero)
Membro 3: Prof. Dra. Mayra Gomes (USP)
Membro 4: Prof. Dra. Clotilde Perez (USP)

Conceito consolidado: A.

Período: 2012-2016
Defesa: 26/02/2016